domingo, 9 de outubro de 2016

Um poema de Emily Dickinson

Escondo-me na minha flor,
Para que,murchando em teu Vaso,
tu,insciente,me procures-
Quase uma solidão.

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial