domingo, 12 de março de 2017

Quietude


A cada dia
menos palavras,
menos escrita,
a cada instante
meno suspiros
ou pulsações.
Retirar-se
em sigilo
é uma arte
que nem só
ocultistas cultivam,
recolher-se
é algo
que também aprendi.
Em vez de idolatrar
exuberância
de flores,
aprecio a veneração
 à espontaneidade
do musgo
soletrando
a idoneidade da pedra.

(foto: Google imagens)

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial