sábado, 4 de março de 2017

FLUIDO


A água,quando flui,
ao sólido responde
e,excluindo-o,inclui
o sóbrio que o esconde.

Inundando a matéria
torna-se precisa,
recusando-se a ser séria
é que contabiliza.

A tudo invadindo
com zelosa sanha,
prefere,ao insípido,
cometer barganha.

Roubando o alheio,
revela sua astúcia,
dividindo,sem receio,
a menor minúcia.

(imagem: pintura de Tom Thomson)
[

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial