quarta-feira, 21 de setembro de 2016

FLORA

A raiz
do intenso
vibra
no vórtice
do irrestrito,
realinhando
istmos
no continente da flora.

Árvore
anêmica de medos,
 a respirar
o fúlgido
em coreografia de folhas.
Insano
que se repara
na instabilidade do estático.

Floresta
inaugurada
na imunidade
dos impulsos,
recolher
de seiva e sombra
entre
incivilidade de insetos.


(foto: Cleber Pacheco)

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial