quarta-feira, 15 de abril de 2015

Resenha

 (  Trecho da resenha de autoria do escritor J. A. Salton a respeito do meu livro de poesia DA VIDA DISCRETA)

      Um escritor notável que,aos poucos,começa a ser descoberto como um dos maiores de nosso tempo.
      Quem conhece sua obra sabe o quanto nela há o emprego absorvente da inteligência.
      A poesia de Cleber Pacheco trabalha nos interstícios da ciência:está adiantada em relação a esta. Fuça no mias fundo da alma humana e o saber que ela mobiliza nunca é inteiro nem derradeiro. Não diz que sabe alguma coisa,mas que sabe de alguma coisa.É profunda e,ao mesmo tempo,modesta.
      A lição de Cleber,como a de todo artista competente resume-se no seguinte: " Eis o que eu fiz. O fato de que eu o tenha feito prova que é fazível." Não um modelo,mas a afirmação de uma possibilidade,um bom desafio. Sem nenhum compromisso com outra coisa que não sejam os caprichos da inteligência e da imaginação.

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial