sábado, 11 de abril de 2015

Pequeno Conto Gótico

    Estes são os salões. É possível perder-se na amplidão deles.Seria necessário uma multidão para preenchê-los.Veja aquelas retratos olhando o nada.Damas e cavalheiros tentando parecer eternos. Repare naquele dragão de jade sobre a mesa  brilhando sob o sol maduro. É interessante como as sombras se distribuem pelos aposentos.É mágico o modo como os livros se encaixam  perfeitamente nas estantes.Este  é meu quarto e aqui está a janela com as poltronas.Todas as manhãs me sento numa delas e fico admirando a paisagem ondulando sob o vento. É aqui que ficaríamos contando um ao outro os sonhos ocorridos durante a noite. Neste recanto teríamos nossas conversas,trocaríamos ideias e confidências. É nesta casa que viveríamos se unidos estivéssemos. Se assim fosse possível.Se tarde não fosse.Se atravessado o bosque e , os pântanos  eu tivesse,  e o encontro houvesse  se realizado. Foi assim que ficamos, separados,talvez, pela tempo, pelo medo, pela geografia,quem sabe. Bastaria dar alguns passos,conversarmos e resolvido tudo estaria. A cada vez, recuo. E acabo permitindo que a pequena distância continue mantendo o afastamento existente entre nós.  Caminho por entre  árvores, revejo  tumbas e paro diante da lápide onde o meu nome está escrito.

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial