sexta-feira, 28 de março de 2014

FIO

Encontrei seus ossos
adormecidos
sob o manto da tristeza.

Realinhei sua coluna,
costurei suas vértebras
e trouxe um novo cobertor.

Você despertou
e pude vislumbrar
o patchwork dos seus olhos.

Cuidadosamente
guardei o fio
na roca de fiar da memória.

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial