sábado, 15 de abril de 2017

Metanoia



Em morte e vida
transmutar-se,
 tornar-se  todo o possível
a recriar mundos,
agonia e êxtase no instante
onde tudo se encontra e se torna
além do viável.
Choque de luz e trevas
no ápice do agônico
a exultar-se
em abandono e desafio
para revigorar
nunca e sempre
no sacrifício de ser.

(imagem: Rembrandt)

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial