segunda-feira, 19 de junho de 2017

Metamorfose



Estou me mudando
para uma outra casa,
bem maior e mais ampla,
com jardim e uma fonte.

Ainda estou trabalhando nela,
conferindo-lhe
mais consistência no soalho
e mais flexibilidade
nas paredes.

É uma casa suspensa
com requintes de simplicidade
Seu único luxo é a janela
onde vejo tudo
o que há para ser visto.

Nela até o meu sonho
é desperto e desabrocha
para um mundo mais vivo,
destrancando vidros e porta
e gerindo a infinitude.

Estou me mudando
para uma outra casa
assentada sobre
o além das formas.

Hoje revisito
o desconhecido
 que já me conhecia de outrora.

(imagem Google)

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial