sábado, 10 de dezembro de 2016

Autor Convidado

   Hélvio Lima nasceu em Uberlândia,Minas Gerais,em 1947.Autodidata,expõe desde 1968. É formado em Letras Neolatinas pela Universidade federal de Uberlândia.
  Ele escreve poesia.  O artista vem trabalhando várias técnicas ao longo da sua carreira:pastel guache, óleo,desenho,gravura. Sua obra tem colecionadores do Brasil e no exterior.A estilização da figura humana ,os aspectos paisagísticos do cotidiano se constituem,desde sempre, em objetos temáticos da sua expressão artística.

                                             (Caminho-Serigrafia)

 

Sumo

listras azuis triscle e triluna
pentagrama no quarto aparente
ligeira voadora forma
legível pela janela
sentimentos raros

quisera o mundo acabasse agora
longe
entre listras azuis
cinco direções da estrela
trsicle e triluna
coração vagabundo
infinito aroma
                                                           (Ofício- serigrafia)


Vacilo

vacilo ante as pedras do caminho
às vezes me perco entre as que posso
e as que não devo retirar
mando embora ilusões à toa
blindo o coração do que me falta
respiro tênue madrugada
inspiro poesia no ar
e isto me abasteça
abjetas são todas as palavras que não servem para nada
vala comum das inexpressões elas se vão
umbrais do esquecimento estranhas armaduras
de quem caminhou noite inteira
por terra estranha
e não conseguiu chegar...

                                                      (Gente- serigrafia)


Uma parte acorda em mim

uma parte acorda em mim
levanta,escova os dentes,come na hora certa
a outra parte,discorda completamente
voa muito mais que anda
guerrilha,se arrebenta
depois fuma o cachimbo da paz
e nem assim se contenta...
                                         
                                                          (Praça- acrílico sobre madeira)



0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial