terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

Poema

Um peixe exato
o que seria?
Um peixe ajuste
ou outra coisa,
um peixe outro.
A esse peixe
nenhuma moeda
ou compra.
A esse peixe,
nenhuma forma
ou forno.
Ao peixe exato
resta
o irreconhecível.
Daí a exatidão.

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial