domingo, 17 de janeiro de 2016

CULTURA E SIMULACRO

     Não só vivemos na era do virtual. Vivemos na era do simulacro. Em termos de indústria da cultura e do entretenimento isso é ainda mais contundente.
    A música é um exemplo muito claro disso. Não há mais espaço para composições de qualidade e bons cantores. Só o lixo oferecido e consumido. Gente de qualidade permanece quase ignorada.
   No cinema são tantos atores voando de capinha e máscara que não sobra muito espaço para ver histórias humanas significativas.
   Na literatura os bestsellers têm espaço garantido nas livrarias enquanto obras importantes ficam escondidas nas prateleiras. Isso quando chegam às livrarias.
   O mesmo acontece nas outras áreas . Ou seja, uma cultura do lixo tirou o espaço do trabalho de qualidade e é vendida como se fosse o melhor. Um simulacro de cultura a devorar a mente e a inteligência do público, que parece cada vez mais alienado.
   Tristes tempos.
 

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial