domingo, 3 de janeiro de 2016

LEVEZA

Da leveza
trago
o espírito a moldar
o níveo,
o sopro
a desmantelar
a fragilidade dos poros.

Do ínfimo
levo- entrego
tudo o que cabe
entre
a sutileza da luz e os ossos.

( foto:  Cleber Pacheco)

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial