sábado, 13 de fevereiro de 2016

DOZE ANOS DE ESCRAVIDÃO de Solomon Northup

    Não  vi o filme porque preferi ler o livro primeiro. Talvez ainda assista ao filme. Penso que o relato escrito com as memórias de quem passou por experiências tão marcantes seja mais intenso.
   Talvez  pareça que o livro Doze Anos de Escravidão valha apenas como documento histórico e seja datado. No entanto penso que o texto tem valor por outro aspecto: como fruto de uma vivência humana, vinda de um homem de espírito forte,inteligente e sagaz. Além disso, sabemos que a escravidão não acabou. Ela apenas adquiriu novas formas, que continuam se caracterizando pelo desrespeito e pela crueldade. A escravidão moderna é tão monstruosa quanto a de outras épocas.
   As diversas situações vividas por Solomon despertam o nosso interesse e nos fazem acompanhar com tensão e expectativa o desenrolar dos acontecimentos. O livro consegue ser um bom retrato de uma época e desenvolve suficientemente os tipos humanos que a compõem. Faz pensar e chega aos sentimentos do leitor sem ser piegas.
   É uma boa dica de leitura.
 
 

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial