domingo, 29 de junho de 2014

ALMA

A alma
do vivo
visualiza
as fronteiras
do intangível.

Não há fronteiras
no sumo
do vivo,
só seiva.

A alma
da fronteira
é não ter
contornos.

(Foto de Cleber Pacheco).

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial