quinta-feira, 22 de junho de 2017

Poema



No centro da Via,nenhum planeta ou sol.
No caudaloso,movimento,sêmen da rota.
O fecundo do vácuo no atrito do nada.
Fluxo.

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial