segunda-feira, 8 de maio de 2017

RESENHA


    Após haver lido romances distópicos, escolhi A Mão Esquerda Da Escuridão de Ursula K. Le Guin, pois a autora cria um mundo muito próprio,com suas sociedades. Desta vez a história ocorre num outro planeta chamado Gethem ou Inverno, pois lá o frio é permanente.
    O jovem Genly Ai é o Enviado da Terra que chega com uma nova proposta: fazer com que Gethem se integre a uma comunidade universal da qual diversos planetas fazem parte.
   Envolto pelo descrédito, Genly Ai tem de enfrentar uma forte oposição,traições,fugas,dificuldades. Mas o ponto central é o seu relacionamento com Estraven, considerado traidor e banido pelo seu próprio povo.
     Genly Ai precisa vencer a própria desconfiança e tem de aprender a conhecer Estraven para vencer os seus próprios preconceitos e incompreensão diante de uma realidade diferente, de um sistema desconhecido, de um povo com regras muito diversas das suas. A jornada que ele realiza com Estraven em meio ao mundo gelado é o ponto central da narrativa, trazendo descrições impressionantes, discussões filosóficas e a respeito das diferenças entre gêneros, amizade e amor.
    É um livro de ficção científica escrito de um modo único,que vai muito além dos estereótipos que caracterizam esta vertente literária. Não há batalhas espaciais,aventuras apenas pelo sabor da aventura. Os fatos possuem um significado existencial profundo. Pelo que me consta, a autora foi influenciada pelo Taoísmo, tendo,inclusive, traduzido o clássico livro chinês para a língua inglesa.
   Trata-se de uma obra em que é preciso levar em conta ainda questões antropológicas, colocando-nos uma questão fundamental no mundo de hoje: a habilidade de mover-nos de uma visão de mundo para outra. Há uma ideia implícita no livro: como olhamos para as coisas é crucial e determinante. Disso depende a nossa capacidade de compreensão.
    A Mão Esquerda da Escuridão nunca perderá  a sua atualidade. Trata-se de obra atemporal a nos ajudar a refletir e a conhecer o OUTRO.
    Se ainda não leu,leia o quanto antes.

   
 

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial