sábado, 17 de janeiro de 2015

Conto: ORIGINALIDADE

      Na oficina literária,mais  um grupo sem nenhum brilho. O rapaz que insistia em copiar Kafka, a jovem prolixa a desovar páginas e mais páginas de fluxo de consciência à moda de Joyce., o adolescente que planejava escrever uma história de amor entre vampiros.
    Voltou para  o apartamento solitário,já farto de suas atividades educativas.
    Queria dedicar-se  exclusivamente  a escrever a sua própria obra-prima.
     Pegou papel e tinta e começou a copiar os versos de Shakespeare.
   

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial