domingo, 30 de outubro de 2016

Névoa

   Dissipar
 diligentemente a névoa
em sua desestrutura,
repor pedaços de paisagem
para ver repositórios da floresta,
reunir o disperso em camadas
que não se coadunam,
reter o perdido em sua curvatura
de conjunto, cíclica peripécia
de resgatar o que continuamente
se perde: árvore,arbusto, folha,
a circunscrição do todo.
Névoa, o que não nos impede:
do olho é que se faz o círculo.

(foto: Cleber Pacheco)

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial