terça-feira, 14 de junho de 2016

TEMPOS

Pode,a manhã,
descamar
os fractais do dia,
expelir
com presteza
 luminosidades da tarde,
reverter
 clamores
ocultos na treva.
Pode, a manhã,
ser  indício
de uma outra
manhã,
mas com mais
clareza,  menos
virtudes ou
mais ousadia.
Pode, a manhã
descascar
 segredos do tempo
e fazer soar
as cordas do olvido.
Pode, a manhã
vislumbrar
o eterno,
 tornar-se resquício
de outro infinito.


( imagem: Google)

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial