segunda-feira, 16 de maio de 2016

RUBÁIYÁT de Omar Kháyyám

Sono sobre a terra.
Sono debaixo da terra.
Sobre a terra,debaixo da terra,homens deitados.
O nada em toda parte.
Deserto do nada.
Homens chegam.
Outros partem.

( Versão portuguesa de Octavio Tarquinio de Sousa).

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial