domingo, 15 de maio de 2016

MISTÉRIO

   Adentrar
o mistério
em sua icônica ossatura,
expelir a forma
do que não tem forma,
integrar o assombro
à circunferência do acolhido,
repensar o proscrito
nas imediações do âmago:
Os segredos do vivo
nos canais do perceptivo.
Mistério,
o indomado
na geometria do infinito.

( Imagem de Gobekli Tepe, o primeiro templo construído pelo homem. Onze mil anos).

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial