quarta-feira, 3 de setembro de 2014

novo prometeu

Doente o fígado,
devoram-me
olhos,ouvidos,língua,
coração.
Não só abutres:
harpias,erínias.

Tenho a chama
em minhas entranhas.
Não conseguirão
macerá-la.

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial