domingo, 23 de julho de 2017

LUTA


Há lutas indizíveis,
intermináveis,
algumas feitas de sangue,
outras de dores insustentáveis,
tão trágicas que, risíveis,
brotam
em nossas veias calcinadas.

Após cada embate,
retiro a armadura
e inicio os trabalhos
de identificação
 do meu corpo.


(foto: Google)



0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial