terça-feira, 18 de julho de 2017

Roca



O homem,
espelho orgânico do Nada,
anjo selvagem
carcomido
de êxtase e infâmia,
traduz
os Arcanos do medo
em vestes de carne e fúria.
O que engendra,cala ou congela
tece os vestígios do híbrido
em trama que flui e resvala
em cilada de nós e de linhas,
traçando veleidades, funduras,
na teia inconsútil do Cosmos.

(foto: Google imagens)

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial