quarta-feira, 11 de junho de 2014

FILOSOFIA E LITERATURA

Quando escrevo textos de Crítica Literária,costumo fazê-lo por um viés filosófico,que enriquece as diversas interpretações possíveis de um livro.É um modo de alcançar profundidade à análise e explorar a plurissignificação própria da linguagem literária.
  Aqui abordo de modo breve uma questão digna de nota e que nos faz pensar: a Filosofia,ao longo do tempo,tem abordado como um dos seus temas recorrentes a Utopia.Diversos filósofos, desde os gregos até os modernos debatem o tema e não raro,criam mundos utópicos de acordo com suas próprias concepções.Podemos concordar com eles ou não.O fundamental é que,com isso, gera-se reflexão e,quem sabe, uma práxis.
   Por sua vez,a Literatura tem preferido tratar a respeito das Distopias,dando ênfase nos problemas e conflitos gerados por sociedades injustas,autoritárias que geram consequências danosas aos indivíduos.É grande e significativo o número de autores que escreveram a respeito,desde os clássicos até aqueles que se incluem na chamada cultura pop.
   Creio que seria muito interessante fazer um estudo buscando analisar cuidadosamente essas visões tão díspares ,ao menos em aparência, o que pode levar a conclusões enriquecedoras.
  Fica a minha dica aos estudiosos.
 

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial