quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

ENCONTRO

A ave,quando canta,
não se manifesta,
apenas anuncia
o polir da sua aresta.

Seu cantar aguarda
o que ela anuncia:
encontrar o modo
como principia.

O som emanado
por certo resguarda
o breve diàlogo
que a move e retarda.

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial