sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

Poemas breves



MUNDO

Há sempre alguém se apaixonando,
há sempre alguém morrendo,
há sempre uma unha encravada
nas mãos do poeta.

ENCONTRO

Desculpe-me pelo atraso.
É que morri às seis da tarde
e perdi o horário.

LER

Mundo impresso
no avesso
do esquecimento.

(pintura: Almeida Jr).

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial