domingo, 12 de julho de 2015

Haiku (2)

   Quando a flor
   finalmente nasce,
   a relva sorri.

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial